Dicas para ter um consultório Saudável

Consultório Saudável ou Empresa Saudável é aquela que gera lucros. Uma empresa é um organismo vivo e para que este organismo tenha uma vida longa é necessário que ela gere lucros

imagem lucros

São os lucros que  propiciam novos investimentos em seu negócio e como conseqüência uma longevidade maior.

Não vamos perder de vista este conceito,  ele  é muito importante para o nosso negócio. Nosso consultório tem que ser saudável!

A seguir analisaremos alguns aspectos que podem ajudar na saúde do seu consultório odontológico.

 

1. Quantos pacientes ativos você tem hoje? = Total de pacientes em seu cadastro –  pacientes inativos.

Os pacientes inativos formam um grupo de clientes que já visitaram o seu consultório mas que não retornam a um certo tempo, podemos dizer que um ano seja um tempo adequado para classificá-lo como inativo. Quem não volta a mais de um ano entrará no grupo de pacientes inativos.

Para este grupo é interessante pensarmos  em uma estratégia de reativação,  o custo de reativação é 3 vezes menor que o custo de captação de um novo paciente.

A primeira medida a ser feita é a atualização dos dados de cadastro, dentro do software odontológico, principalmente os campos telefone celular e e-mail. Esta atualização pode ser feita pela sua recepcionista, assim que tiver contato com o seu paciente, por telefone ou presencialmente.

Com os dados atualizados você poderá fazer uma campanha por email ou SMS, com baixo custo.

 

imagem lucro 2

 

2. Qual o número de orçamentos aprovados x número de orçamentos feitos, mensalmente?

Muitos consultórios não monitoram o número de orçamentos não fechados. Os pacientes que não contrataram os seus serviços têm muito a lhe contar e não devem ser desprezados. Pelo contrário, qualquer estratégia de contato é válida. Saber  o motivo do não fechamento lhe dará informações para mudanças.

Se você não tiver um programa odontológico de gerenciamento que lhe ajude,  procure tabelar os motivos dos pacientes em uma planilha Excel.

Separe os motivos em grandes grupos : Preço / Entendimento do orçamento / localização da clínica / atendimento do pessoal de apoio, etc….

Uma boa estratégia é convidar os pacientes que não aprovaram a responder um questionário (pequeno) em troca de um prêmio (brinde).

3. Qual o número de tratamentos interrompidos, mensalmente?

Fica fácil entender que o paciente interromper o tratamento é um fato grave e, portanto devemos conhecer claramente as razões que o levaram a esta decisão. A sua secretária, devidamente treinada, poderá obter o motivo. Eu digo devidamente treinada, pois ela deverá ter tato suficiente para extrair a informação de uma maneira que não coloque o paciente em uma posição desconfortável ou constrangedora.

4. Como e com qual periodicidade você se comunica com os seus pacientes?

Se você se comunica com os seus pacientes, uma vez ao ano, no Natal ou duas vezes, no Natal e no aniversário, de qualquer forma uma ou duas vezes ao ano é muito pouco. Você deve se comunicar com ele em datas que não são óbvias, o efeito surpresa será muito maior e com certeza mais eficaz para você, um software odontológico poderá lhe ajudar neste controle.

imagem lucro 3

 

Posted by Sergio Aronis

Deixe uma resposta