Óleo de cravo para dor de dente: é comprovadamente eficaz e ao mesmo tempo seguro?

O eugenol, substância química encontrada no cravo, é usado na odontologia desde o século XIX. O cravo-da-índia e o óleo de cravo-da-índia são usados há muito tempo na forma de remédio caseiro para dor de dente.

Mas será o óleo de cravo ao mesmo tempo eficaz e seguro?

Óleo de cravo na terapêutica

Óleo de cravo tem sido usado na medicina tradicional indiana e chinesa durante séculos para aliviar a dor de dente.

O óleo de cravo contém um produto químico chamado eugenol. Em 1837, o eugenol e o óxido de magnésio foram combinados para criar um material de preenchimento.

Mais tarde, o óxido de zinco substituiu o óxido de magnésio para criar ZOE (óxido de zinco eugenol), que ainda é amplamente usado como um cimento de preenchimento temporário.

Desde o século XIX, o eugenol tem sido um dos muitos componentes do óleo essencial utilizados na terapia de canal radicular, na terapia periodontal e no tratamento de abscessos.

Óleo de cravo e a dor de dente

O eugenol apresenta ações anestésica e antibacteriana. O óleo de cravo é anti-inflamatório e antifúngico.

É facilmente encontrado em muitas farmácias. Tem um sabor forte, quente e picante.

Para usá-lo em uma dor de dente, basta umedecer um lenço de papel limpo, cotonete ou algodão no óleo e aplicá-lo sobre as gengivas nos pontos doloridos.

Também pode ser aplicado no dente de forma individualizada simplesmente expondo o óleo à área afetada por vários minutos de cada vez.

É eficaz?

O óleo de cravo tem sido ao longo dos anos aplicado diretamente nas gengivas para aliviar a dor de dente. Há evidências de que o eugenol no óleo de cravo é eficaz no combate a várias bactérias orais conhecidas. Medicamentos contendo eugenol são amplamente utilizados em odontologia.

Algumas pesquisas sugerem que o gel de cravo pode reduzir a dor da inserção da agulha na odontologia. Mais trabalhos precisas serem feitos antes que se possa chegar a um conclusão definitiva

A Food and Drug Administration (FDA) dos Estados Unidos avalia a eficácia de certos tratamentos com base nas evidências disponíveis. Recentemente, rebaixou a classificação do óleo de cravo.

A FDA agora acredita que não há evidências suficientes para sugerir que é eficaz para a dor de dente, e que mais pesquisas são necessárias.

Efeitos colaterais

Enquanto o óleo de cravo é geralmente seguro quando aplicado à pele, o uso repetido dentro da boca e na gengiva pode ter efeitos colaterais.

Os efeitos colaterais podem incluir danos às:
– gengivas
– polpa do dente – a parte central do dente que é feito de tecido conjuntivo e células
– membranas mucosas dentro da boca

O uso continuado de óleo de cravo dentro da boca pode causar sensibilidade e irritação, bem como danificar os tecidos dentais.

O consumo de óleo de cravo pode ser perigoso para as crianças e pode levar a convulsões, danos ao fígado e desequilíbrios de fluidos.

As mulheres grávidas são desaconselhadas a usar este produto, pois não se sabe se o óleo de cravo é seguro para o bebê em desenvolvimento.

Outros produtos

A benzocaína é o ingrediente ativo nos produtos Anbesol e Orajel, para alívio da dor bucal, que estão comumente disponíveis para venda sem prescrição. Benzocaína é um anestésico. As drogas de venda sem prescrição também trazem uma advertência importante para os pacientes: dor de dente ou gengiva, particularmente aquela que dura mais de um período de tempo, deve ser avaliada por um dentista. Pode ser sintoma de um problema que requer atenção.​

Dentalis Software – colabora com o seu sorriso e de seus pacientes

Deixe uma resposta