toxina bolulínica

Toxina botulínica: surge como possibilidade no tratamento do bruxismo

Toxina botulínica: surge como possibilidade no tratamento do bruxismo

Um novo estudo piloto sugere que o uso de toxina botulínica pode ser um meio confiável para tratar pacientes que sofrem de bruxismo. Em um estudo duplo-cego, os pesquisadores testaram a segurança e eficácia da onabotulinum toxina-A (BoNT-A) quando injetada no músculo masseter e temporal em pacientes com bruxismo do sono sintomático. De acordo com os resultados, os que receberam a injeção relataram diminuição do ranger e apertar dos dentes.

O estudo

O estudo envolveu 22 pacientes entre 18 e 85 anos de idade com diagnóstico clínico de bruxismo do sono, confirmado através de polissonografia. Os pesquisadores, do Houston Methodist Neurological Institute, injetaram 13 participantes com 200 BoNT-A (60 unidades em cada um dos músculos masseter e 40 unidades em cada músculo temporal) e o restante dos pacientes receberam placebo.

O pesquisador responsável Dr. Willian Ondo afirma, “Há muitas teorias diferentes sobre a gênese do bruxismo, que vão desde a puramente psiquiátrica até a puramente mecânica. No entanto, todo o movimento é mediado por músculos, portanto relaxar os músculos apropriados que causam o ranger da mandíbula com toxina botulínica deve reduzir esses movimentos, independentemente da condição etiológica”.

Resultados

De acordo com os resultados, após quatro e oito semanas de exames, os participantes que receberam a injeção de placebo registraram nenhuma melhora a sua condição de bruxismo. No entanto, aqueles que foram injetados com BoNT-A relataram um efeito positivo com menos ranger geral e aperto, bem como uma redução em geral, associada a dor.

A confirmar

Segundo os pesquisadores, isso demonstra que o BoNT-a possa vir a ser uma maneira segura e eficaz de tratar o bruxismo do sono; no entanto, eles recomendam um ensaio multicêntrico abrangente para confirmação dos achados iniciais. “Tem havido alguns pequenos estudos feitos na Ásia sobre o uso de toxina botulínica para o bruxismo. Gostaríamos de realizar um ensaio multicêntrico abrangente na América do Norte, mas atualmente não há planos ativos para fazer isso”, disse Ondo.

O estudo, intitulado “Injeções de onabotulinum toxina-A para bruxismo do sono: um estudo duplo-cego, controlado por placebo,” foi publicado no Neurology Journal em 17 de janeiro de 2018.

Posted by Victor in Estudos, 2 comments