Bactéria responsável por doença periodontal pode estar relacionada ao câncer de esôfago

Odontologia e Câncer do esôfago  

bacterias
A bactéria Porphyromonas gingivalis, a principal responsável por doenças da gengiva, pode estar relacionada com o câncer de esôfago, atuando como um fator de risco. A conclusão é de um estudo realizado por um grupo de pesquisadores da Universidade de Louisville, nos EUA, e da Universidade Henan de Ciência e Tecnologia, da China, que descobriram que os níveis de presença desta bactéria são mais elevados no tecido cancerígeno de pacientes com carcinoma de esôfago.
 
Até agora já eram conhecidos fatores de risco para o câncer de esôfago, como a exposição a  substâncias químicas, alguns alimentos, fatores hereditários e idade.
 
Neste estudo, os pesquisadores testaram três diferentes tipos de tecidos de 100 pacientes com câncer de esôfago e de 30 pacientes sem a doença: tecido cancerígeno, tecido não-cancerígeno de uma área adjacente ao tecido cancerígeno e tecido normal do grupo de controle.
 
Os resultados mostraram que a bactéria Porphyromonas gingivalis estava presente em 61% das amostras de tecido cancerígeno e em 12% das amostras de tecido adjacente ao tecido cancerígeno. Nas amostras de tecido normal, a bactéria não foi encontrada.
 
Huizhi Wang, um dos responsáveis pela investigação, acredita que “estes resultados mostram as primeiras evidências diretas de que a infeção pode ser um novo fator de risco para o câncer de esôfago e pode também servir de biomarcador para este tipo de carcinoma”.

Concluindo 

Se forem confirmados, estes resultados podem representar uma redução significativa da doença, que todos os anos afeta cerca de 15 mil pessoas nos EUA, de acordo com dados do Centers for Disease Control and Prevention (CDC).
 

 

Deixe uma resposta