Cortar o glúten da alimentação não traz benefícios a pessoas saudáveis

alimentos sem glútenPosicionamento divulgado pela Sban destaca que não há evidências que comprovem proveitos aos adeptos da dieta sem necessidade

Um documento divulgado recentemente pela Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (Sban) defende que pessoas saudáveis não se beneficiam de dieta sem glúten. Publicado no final de maio, o posicionamento traz uma análise crítica da literatura médica em relação à indicação deste tipo de dieta e formula algumas conclusões.

Os efeitos nocivos de uma dieta sem glúten

Segundo a equipe de especialistas responsáveis pela elaboração do documento, não existem evidências suficientes para assumir que pessoas saudáveis se beneficiem da retirada do glúten do cardápio. Ao invés disso, a dieta restritiva poderia causar possíveis efeitos nocivos ao intestino desses indivíduos, o que os estudiosos associam principalmente ao aumento do consumo de produtos glúten-free ultra processados e nutricionalmente pobres, ou seja, à diminuição do consumo de cereais integrais e fibras importantes para manter a saúde do intestino. Eles reforçam que as dietas sem glúten podem ser saudáveis para a população em geral desde que a retirada dos alimentos seja compensada pela ingestão de outros grãos integrais e de hortaliças.

Outro ponto destacado no texto é a existência de estudos que sugerem que a sensibilidade ao glúten pode ser confundida com a sensibilidade à baixa fermentação e má absorção de alguns carboidratos. A dificuldade de absorção desses nutrientes pelo intestino delgado contribui para a formação de gases que causam estufamento e flatulência. Por fim, os especialistas enfatizam que dados epidemiológicos mostram que pessoas com doença celíaca e sobrepeso não apresentam perda de peso com uma dieta sem glúten.

Dentalis Software – a sua melhor escolha em software para odontologia

Deixe uma resposta