Detecção do câncer de boca e garganta – teste rápido

detecção do câncer de boca e garganta

Um teste de saliva para detecção do câncer de boca e garganta causados pelo HPV pode salvar milhares de vidas a cada ano.
É o resultado de uma pesquisa realizada na Univesidade Duke, nos Estados Unidos.
O teste realizado pelos cientistas apresentou 80% de precisão na detecção do câncer de boca e garganta.

Detecção do câncer de boca e garganta – teste rápido

Os pesquisadores asseguram que a detecção do câncer de boca e garganta é possível logo no seu início através desse teste.
Isso aumenta muito a esperança dos pacientes dentro no combate à doença.
Ainda serão necessários, no entanto, mais testes para confirmar a segurança dessa nova tecnologia.
Mas os pesquisadores estão esperançosos.
Eles dizem que esse é um teste de baixo custo financeiro. Além disso, os resultados podem ser obtidos em menos de 10 minutos.

Câncer de boca e garganta – elevado crescimento

Os índices de câncer de boca e garganta estão aumentando no mundo ocidental de uma forma avassaladora.
O número de pacientes diagnosticados no Reino Unido dobrou em uma geração.
Os médicos dos EUA também verificam um aumento similar nesses cânceres. Ambos podem ter como causa de origem o vírus HPV.

Cânceres gerados pelo HPV – Origem

A infecção por HPV – disseminada através do sexo oral, bem como das relações anal e vaginal – é a causa cerca de 70% de todos os casos.
Outros fatores de risco são a ingestão de quantidades excessivas de álcool por longos períodos de tempo e o cigarro.

Estima-se em 115.000 casos de câncer de orofaringe a cada ano em todo o mundo.
Os cânceres de boca e garganta estão entre os que mais crescem nos países ocidentais.
Isso acontece por devido ao aumento da incidência relacionada ao HPV, especialmente em pacientes mais jovens.

Como o câncer se manifesta

O câncer de orofaringe começa na parte de trás da garganta que inclui a base da língua e as amígdalas.
Ele fica sob o ramo dos cânceres de cabeça e pescoço, que também inclui câncer de boca – outro tipo que pode ser causado pelo HPV.

A detecção precoce da doença pode aumentar as chances de sobrevivência de 50% para 90%, de acordo com o NHS.

Na maioria dos casos os pacientes não são diagnosticados nas fases iniciais da doença. Isso porque a localização do câncer dificulta a sua visualização durante os exames clínicos de rotina.

O teste – como funciona

O novo teste utiliza um chip desenvolvido para isolar minúsculas micropartículas, conhecidas como exossomos, na saliva. Essas partículas são secretadas nos fluidos corporais e vários tipos de câncer estão associados a sua presença.
Os exossomos são responsáveis pela transferência de moléculas entre o câncer e várias células.

O novo teste os isola, filtrando partículas maiores na saliva e sondando os exossomos do DNA liberado pelos tumores. Ele também examina o fluido na boca em busca do HPV-16, uma cepa que pode colocar as pessoas em risco de câncer de orofaringe.
O teste leva cinco minutos para ser conduzido e outros cinco para processar os resultados.
Especialistas asseguram que o teste é barato – mas não detalharam o custo.
Em comparação, as biópsias atuais levam cerca de oito horas. Isso porque precisam ser enviadas para serem avaliadas por um especialista.

Diagnóstico rápido do câncer em seus estágios iniciais

É fundamental que métodos de vigilância sejam desenvolvidos para detectar o câncer em seus estágios iniciais.
A detecção bem-sucedida dos cânceres ocasionados pelo HPV a partir da saliva oferece vantagens, incluindo detecção precoce, avaliação de riscos e triagem.

Câncer de orofaringe – Números elevados

O câncer de orofaringe ocasionou a morte de 2.722 britânicos e 9.750 norte-americanos no ano passado. Novos casos da doença no Reino Unido aumentaram 135% em comparação com 20 anos atrás.

Segundo os pesquisadores, essa tecnologia também pode ser usada para analisar sangue, urina e plasma.
Os resultados foram publicados no Journal of Molecular Diagnostics.

Resumindo

Enquanto a maioria dos cânceres está diminuindo, os casos de câncer de boca continuam aumentando e num ritmo alarmante.
As causas costumeiras, como fumar e beber álcool em excesso, vem sendo ultrapassadas rapidamente por fatores de risco emergentes, como o papilomavírus humano (HPV).

Métodos de detecção do câncer de boca e garganta em seus estágios iniciais são muito importantes.
Ambos podem ter efeitos devastadores na vida de uma pessoa.
Se tudo der certo muitos vidas poderão ser salvas.
Manteremos a todos informados aqui no blog Dentalis quando esse teste for disponibilizado no mercado.

Fonte: Journal of Molecular Diagnostics

Deixe uma resposta