Extrato de Mirtilo: poderosa nova arma no tratamento da periodontite

mirtilo
A doença periodontal é uma das mais comuns infecções microbianas em adultos. A fim de tratar a periodontite em sua forma grave, os dentistas costumam usar antibióticos. No entanto, os pesquisadores têm achado que o mirtilo tem um extrato antibacteriano comparável ao efeito anti-inflamatório e antibiótico e poderá, assim, substituir os medicamentos da doença periodontal.
 
Em uma série de testes laboratoriais, os pesquisadores da Université Laval no Quebec testaram a eficácia da Vaccinium angustifolium Ait., um extrato do mirtilo lowbush selvagem, contra a Fusobacterium nucleatum, uma das principais espécies de bactérias associadas à periodontite.
 
Eles descobriram que o extrato rico de polifenol inibiu com sucesso o crescimento da F. nucleatum, bem como a sua capacidade de formar biofilmes. Esta propriedade pode resultar da capacidade dos polifenóis do mirtilo de quelatar o ferro, os pesquisadores disseram. Além disso, o extrato bloqueou uma via molecular envolvida na inflamação.
 
“Essa dupla ação antibacteriana e anti-inflamatória dos polifenóis do mirtilo lowbush sugere que eles podem ser promissores candidatos a novos agentes terapêuticos”, os pesquisadores concluíram. Além disso, eles afirmaram que eles estão desenvolvendo um dispositivo oral que poderia liberar lentamente o extrato após a escovação dental para ajudar a tratar a periodontite.
 
O estudo, intitulado “Os Polifenóis do Mirtilo Selvagem (Vaccinium angustifolium Ait.) Alvo Fusobacterium nucleatum e a Resposta Inflamatória do Hospedeiro: O Potencial Inovador das Moléculas para Tratar Doenças Periodontais”, foi publicado on-line em 4 de setembro no Journal of Agricultural and Food Chemistry.

Deixe uma resposta