Falta de supervisão na escovação traz problemas à saúde oral das crianças

criança escovando os dentesA falta de supervisão durante a escovação dos dentes pode levar ao desenvolvimento de problemas orais em quatro milhões de crianças com menos de 14 anos, pelo menos é o que diz a British Dental Health Foundation (BDHF).

De acordo com um estudo da associação, cerca de 37% dos britânicos deixaram de supervisionar a escovação dos dentes de seus filhos ainda antes deles terem alcançado os sete anos de idade.

“Estamos no meio de uma epidemia de saúde dentária infantil no Reino Unido. Muito já foi feito no que diz respeito ao fato de o açúcar ter entrado nas nossas dietas e nos nossos hábitos de alimentação, e apesar deste ser um fator que influencia muito nas taxas de cáries dentárias também é preciso olhar para as nossas rotinas diárias de higiene oral”, refere Nigel Carter, CEO da British Dental Health Foundation.

As recomendações da BDHF

Segundo as recomendações da BDHF, as crianças devem lavar os dentes duas vezes por dia com uma pasta dentífrica com flúor assim que os seus primeiros dentes começam a surgir. Mas como refere Nigel Carter, a falta de supervisão nos hábitos de higiene oral das crianças leva a que sejam adotados hábitos de higiene pouco adequados, o que tem causado graves problemas.

“Além da supervisão na escovação dos dentes, os pais também podem prevenir problemas de saúde oral sérios ao limitarem a frequência com que as crianças consomem alimentos ricos em açúcar”, acrescenta.

“As crianças simplesmente não estão tendo a oportunidade de aprender a desenvolver técnicas para uma higiene oral básica, rotinas que podem aprender desde cedo, o que pode conduzir a uma saúde oral mais pobre no futuro”.

Deixe uma resposta