Vem aí: Medicamentos eficazes na cura do câncer de boca

cura do câncer de boca

A cura do câncer de boca pode estar próxima. Dizemos isso com base numa descoberta recente da ciência.

É uma nova e potente classe de medicamentos anticancerígenos que tem como alvo certeiro as células do câncer de boca.
Atacam as células cancerígenas do câncer bucal sem causar nenhum dano às células normais.
É o resultado da pesquisa realizada na UT Health San Antonio.

Esta nova classe de medicamentos anticâncer são análogos de capsazepina. A capsazepina é um antagonista sintético da capsaicina.

A capsaicina, por sua vez, é o componente ativo das pimentas conhecidas internacionalmente como pimentas chili.
A capsazepina já foi testada contra cânceres de boca e outros tipos de cânceres em estudos pré-clínicos e em animais.

Novos medicamentos anticancerígenos – uma esperança de cura do câncer de boca

O objetivo dos pesquisadores é o de desenvolver medicamentos anticancerígenos que tratem o câncer bucal de forma eficaz. Isso tanto para os cânceres em seu estado inicial como também avançado e recorrente. É uma descoberta que pode representar a tão desejada e esperada cura do câncer de boca. Em tempos em que vemos cada vez surgirem mais novos casos de câncer de boca é uma notícia excelente!

É algo muito importante. Isso porque o câncer é uma doença mortal com uma taxa de sobrevivência de apenas 40%.
O carcinoma bucal raramente é diagnosticado em seus estágios iniciais quando a cura do câncer de boca é possível.
Aproximadamente 75% dos pacientes são diagnosticados em estágios avançados da doença. Isso diminui grandemente a chance de sobrevivência.

As pesquisas vem evidenciando que a capsazepina é um potente eliminador de câncer.
Os pesquisadores descobriram que a capsazepina apresenta atividade significativa de combate ao câncer. Isso acontece através de um mecanismo de ação seletivo do carcinoma.

Em colaboração com o Center for Innovative Drug Discovery desenvolveram-se análogos sintéticos mais potentes da capsazepina.
A eficácia desses novos medicamentos anticancerígenos foi significativamente mais forte. Os testes foram realizados em ratos com câncer bucal. Nesses testes o fármaco testado não apresentou efeitos adversos sobre tecido saudável.

Ao longo dos últimos meses os pesquisadores sintetizaram 30 novos compostos. Esses compostos têm estruturas químicas baseadas no composto original, a capsazepina.
Os compostos foram então rastreados com base na sua capacidade para eliminar células cancerígenas bucais em meio de cultura.
Os compostos de chumbo de códigos CIDD24, CIDD99 e CIDD111 foram validados em modelos de ratos com câncer humano.

CIDD99 – poderoso e eficaz

Desses compostos o CIDD99 foi aquele que demonstrou maior eficácia. E foi onde os estudos se concentraram.
Este composto erradicou os cânceres, deixando o tecido saudável normal inalterado. Ou seja, promoveu a cura do câncer sem danos ao tecido original.
O CIDD99 ainda apresentou um benefício extra. Foi o composto que também sensibilizou as células do câncer bucal para os medicamentos anticâncer tradicionais.
Ou seja, tornou as células do câncer de boca muito mais sensíveis e responsivas ao tratamento com os quimioterápicos de rotina.
Isso possibilita o uso de doses muito mais baixas desses fármacos.
Assim há uma expressiva redução de efeitos colaterais aliada a maior eficácia do tratamento.

cura do câncer de boca

Eficaz contra outro tipo de cânceres

O CIDD99 se mostrou também eficaz contra outros tipos de câncer. Pode assim vir a se transformar numa nova terapia para múltiplos cânceres. E isso tudo com menos efeitos colaterais do que as quimioterapias tradicionais.
Com o avanço da pesquisa, descobriu-se que o CIDD99 também é eficaz contra o câncer do pulmão de células não pequenas, câncer de mama triplo negativo e as células do câncer de próstata.

Grande otimismo

São resultados empolgantes. Isso porque não foram desenvolvidos novos medicamentos anticancerígenos para o câncer de boca nos últimos 40 anos.
A imunoterapia funciona muito bem é claro, mas só é eficaz em um pequeno grupo de pacientes.
Esses novos compostos podem se transformar numa nova classe de medicamentos anticancerígenos.
E o mais importante: com a incrível capacidade de tratar de forma eficaz todos os pacientes com câncer de boca. Com essa nova classe de fármacos, renasce a esperança da cura do câncer de boca.

Fontes: UT Health

Deixe uma resposta