O que são osteomas e onde eles podem surgir?

osteomas

Osteomas são tumores ósseos benignos que normalmente se formam no crânio.

Dependendo de onde eles se desenvolvem, às vezes podem causar problemas.
Complicações como dores de cabeça ou infecções dos seios nasais.

Embora essas formações tendam a se formar no crânio, eles também podem se desenvolver nos ossos longos do corpo.
Ossos como, por exemplo, aqueles da canela e da coxa.
Osteomas que ocorrem nos ossos longos do corpo são chamados osteomas osteoides.

Neste artigo abordaremos as diferentes categorias de osteoma, bem como seus sintomas, causas e possíveis tratamentos.

Osteomas e seus diferentes tipos

De acordo com uma publicação de 2013, existem três diferentes categorias de osteomas:

  • Compactos: Estes são compostos de material ósseo muito denso;
  • Esponjosos: são semelhantes ao osso normal e geralmente incluem medula óssea;
  • Combinados ou mistos: são crescimentos que apresentam características compactas e esponjosas.

Osteomas podem ocorrer em quase qualquer lugar nos ossos do crânio. Segundo o estudo de 2013, eles são comuns no maxilar e nos seios paranasais.

Sintomas

Geralmente, os osteomas não causam sintomas.
De fato, as pessoas podem não perceber a presença de crescimento. Isso até que um médico examine os seios da face ou o crânio devido a outros problemas de saúde que o indivíduo possa ter.

O tamanho e a localização dos osteomas podem contribuir para seus possíveis sintomas. Por exemplo, crescimentos menores são menos propensos a causar sintomas. Crescimentos maiores têm maior probabilidade de causar sintomas com base em sua localização.

Algumas das principais localizações dos osteomas

  • Perto dos seios nasais: um osteoma perto dos seios pode causar uma obstrução. Isso pode impedir a drenagem do muco e levar a uma infecção sinusal;
  • Próximo dos olhos: um osteoma próximo ao olho pode causar a projeção do olho. Isso é conhecido como proptose (olhos esbugalhados);
  • Testa ou crânio: um osteoma na testa ou no crânio pode causar dores de cabeça;
  • Maxilar: um osteoma no maxilar pode causar dor facial ou dor ao mover a boca;
  • Ouvidos: um osteoma no ouvido pode causar perda auditiva temporária. Isso geralmente se resolve com o tratamento adequado;
  • Ossos longos: osteomas dos ossos longos do corpo são chamados osteoides. Estes podem aparecer na tíbia (osso da canela) e no fêmur (osso da coxa);

Causas

De acordo com uma revisão de 2010 -, ainda não se conhece o que causa os osteomas.

Eles podem ser, por exemplo, o resultado da reação do corpo a doenças ou ferimentos.

Em casos raros, o osteoma está associado à síndrome de Gardner.
A síndrome de Gardner é uma condição rara que causa pólipos colorretais e diferentes categorias de tumor benigno e maligno.

Tratamento

Osteomas nem sempre requerem tratamento. De acordo com a Stanford Medicine. Quando o tratamento é necessário para um osteoma no crânio, o médico pode usar procedimentos endoscópicos. Neste caso, se referem à inserção de instrumentos especializados através da cavidade nasal do paciente.

Se o osteoma ocorrer perto da superfície da pele, os médicos geralmente podem criar pequenas incisões para remoção do crescimento. Crescimentos grandes podem exigir técnicas mais invasivas, no entanto.

Um estudo de 2017 indica que se pode recomendar ablação por radiofrequência percutânea para tratar osteomas osteoides. Essa técnica usa ondas de radiofrequência para destruir o osteoma e impedir que ele volte a crescer.

Segundo a Stanford Medicine, uma tomografia computadorizada dos ossos costuma ser suficiente para diagnosticar osteomas. Em muitos casos, uma biópsia não é necessária.

No entanto, existem várias outras maneiras de diagnosticar um osteoma, incluindo ressonância magnética e radiografias.

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware,  no Face @Dentalis.Software e no Twitter @Dentalisnet

Fontes: Stanford Medicine, NCBI, Atlas of Genetics, Ortho Info, CHOP

Deixe uma resposta