Selantes dentários são um método efetivo na redução e prevenção da cárie infantil

crianças sorrindocraincDe acordo com um relatório recentemente publicado, compilado pela Associação Dentária Americana (ADA- American Dental Association) com a colaboração da Academia Americana de Odontologia Pediátrica, os selantes dentários são um método efetivo para reduzir e prevenir a cárie infantil. Com base nas descobertas, a ADA atualizou suas recomendações sobre o uso de selantes de fóssulas e fissuras em superfícies oclusais dos molares primários e permanentes.

Ao revisar 24 artigos publicados desde 1976 até 2016, os pesquisadores descobriram que o uso de selantes pode reduzir cerca de 80 por cento o risco de desenvolvimento de lesões por cáries em superfícies oclusais dos molares permanentes em crianças e adolescentes comparado aos grupos de controle que não tinham selantes, após dois anos de acompanhamento.

Além disso eles descobriram que crianças e adolescentes com selantes tiveram uma incidência de cárie de 29%, enquanto os sem selantes tiveram uma incidência de 74%, após sete ou mais anos de acompanhamento.

As descobertas também sugerem que selantes aplicados sobre fóssulas e fissuras dos molares permanentes e primários podem ser mais benéficos comparado à aplicação do flúor, após sete ou mais anos de acompanhamento.

Selantes dentários: 80% menor propensão a cáries

“Os selantes são uma terapia comprovada e efetiva para prevenir cavidades em crianças e adolescentes. As doenças bucais podem impactar muitíssimo a concentração e autoestima de uma pessoa e contribuem para as 51 milhões de horas faltadas em escolas todos os anos”, disse o autor-líder Dr. John T. Wright. “O relatório conjunto reafirma que selantes deveriam ser parte rotineira na prevenção das cáries, pois crianças com selantes são 80% menos propensas a cáries comparado com as sem selantes”.

De acordo com a pesquisa 2011–2012 National Health and Nutrition Examination Survey, quase um quarto das crianças e mais da metade dos adolescentes nos EUA vivenciaram cáries em seus dentes permanentes. Embora o número geral tenha declinado nas últimas décadas, os Centros de Controle e Prevenção de Doenças estimam que mais de 19 por cento das crianças e adolescentes dos EUA com idade de 2 a 19 anos ainda possuem cáries não tratadas na atualidade.

O estudo, intitulado “Sealants for preventing and arresting pit-and-fissure occlusal caries in primary and permanent molars”, foi publicado em Agosto na edição da revista Journal of the American Dental Association e na edição de julho/Agosto da revista Pediatric Dentistry.

As diretrizes de prática atualizadas sobre o uso de selantes de fóssulas e fissuras, criadas para informar os clínicos durante o processo de decisão consultório em relação à prevenção das lesões de cárie oclusal, foram também publicadas em agosto na edição da revista Journal of the American Dental Association.

Dentalis software – a escolha certa em software para odontologia

Deixe uma resposta