Sementes de uva podem aumentar o tempo de vida médio das restaurações

O que têm as sementes de uva a ver com restaurações dentárias? De acordo com a mais recente descoberta de um grupo de pesquisadores dos EUA, bastante. É que as sementes de uva possuem um composto natural que pode ajudar fortalecer a dentina e melhorar o tempo de vida médio das restaurações dentárias de resina.

O estudo agora publicado revela que os compostos naturais presentes no extrato de sementes de uva podem ajudar a desenvolver um material adesivo natural que ajuda a fortalecer a ligação entre o dente e a restauração dentária, prolongando o tempo de vida médio da mesma.

Aumento da durabilidade

Os pesquisadores explicam que as restaurações dentárias de resina duram usualmente entre cinco a sete anos, sobretudo porque a área entre a dentina e a resina normalmente acaba se transformando em um ponto fraco, levando as restaurações a quebrar e as cáries dentárias se desenvolverem. No entanto, os compostos naturais presentes no extrato de sementes de uva podem fortalecer a dentina, postergando este processo de ‘desagregação’ das restaurações.

Os autores do estudo acreditam que esta descoberta pode ter importantes implicações na odontologia, já que em vez de se remover a estrutura dos dentes que está danificada e substituir com materiais restaurativos, poderemos ter no futuro a possibilidade de contar com outras opções de tratamento que permitam aos pacientes se manterem cada vez mais livres de cáries.

Fonte: NCBI

Deixe uma resposta