benefícios à saúde

Fazer exercícios em jejum pode trazer muitos benefícios à saúde

Fazer exercícios em jejum pode trazer muitos benefícios à saúde

exercícios em jejum

Fazer exercícios em jejum logo pela manhã pode trazer muitos ganhos à saúde.
É o que um trabalho recente realizado durante seis semanas com trinta homens classificados como obesos ou sobrepeso demonstrou.

O estudo

Realizou-se uma comparação com dois grupos de intervenção. Aqueles que tomaram café da manhã antes da atividade física ou após os exercícios. Ambos foram comparados com os dados de um grupo controle. O grupo controle não realizou nenhuma alteração no estilo de vida.

Foram avaliados os níveis de glicose no sangue de todos os participantes da pesquisa.

Fazer exercícios em jejum – resultados animadores

Os voluntários que realizaram exercícios antes do café da manhã queimaram o dobro da quantidade de gordura do que o grupo que se exercitou após o café da manhã.

Mas afinal, por que motivo a queima de gordura corporal é maior quando se faz exercícios em jejum?

Os pesquisadores verificaram que o aumento do gasto de gordura estava relacionado diretamente aos níveis mais baixos de insulina durante o exercício.
O grupo que fez exercícios em jejum utilizou uma quantidade muito maior de gordura do tecido adiposo.
Essa gordura, uma vez dentro das células musculares, serviu como combustível para obtenção de energia.

Os benefícios do jejum

O trabalho foi desenvolvido com voluntários homens. A equipe de pesquisa pretende dar prosseguimento aos estudos numa nova etapa, mas desta vez com mulheres.

Os testes foram conduzidos por um curto espaço de tempo de apenas seis semanas. Em razão do pequeno intervalo de tempo não se observaram grandes diferenças na perda de peso corporal.
No entanto, os participantes que realizaram exercícios em jejum obtiveram as melhores respostas corporais à insulina. Os níveis de glicose sanguínea se mantiveram sob controle. Também diminuiu o risco de diabetes e doenças cardíacas.

Concluindo

Os resultados dessa pesquisa demonstraram que o momento em que se ingere alimentos em relação à prática da atividade física pode fazer grande diferença. A realização de exercícios físicos em jejum logo cedo pela manhã pode trazer mudanças muito positivas à saúde corporal.
O grupo de voluntários que realizou exercícios antes do café matinal aumentou grandemente sua resposta à insulina.

É interessante observar que a perda de peso entre os grupos se manteve semelhante assim como o nível de condicionamento físico.
O único diferencial foi a hora da ingestão de alimentos.
O verão é uma época do ano ideal pra se exercitar o corpo logo bem cedo. Fica a dica.

Fonte: Oxford Academic
Posted by Victor in Estudos, 0 comments

Suplementos vitamínicos não garantem melhor saúde

As pesquisas científicas não mostram evidências suficientes de que os suplementos vitamínicos ou minerais sejam benéficos para prevenir ou tratar doenças cardiovasculares.

A única exceção é a suplementação de ácido fólico para reduzir o risco de derrame.

Estas são as conclusões de um artigo de revisão feito por 39 especialistas do Canadá, EUA e França, e que acaba de ser publicado no Journal of American College of Cardiology. Em um artigo de revisão, ou meta-análise, todas as pesquisas científicas sobre um determinado assunto são revisadas e colocadas em uma mesma base que permite uma comparação dos resultados.

Segundo a equipe, com a falta de evidências de benefícios dos suplementos, devem ser reforçadas as recomendações para que as pessoas adotem dietas saudáveis fortemente baseadas em alimentos à base de plantas, a partir das quais as vitaminas são derivadas naturalmente, dispensando qualquer necessidade de reforço artificial.

Suplementos versus alimentação

Vitaminas e minerais têm sido usados há muito tempo para tratar deficiências nutricionais; no entanto, nos últimos anos, os suplementos passaram a ser anunciados e vendidos como um meio para a saúde e a longevidade em geral.

Em 2012, o Exame Nacional de Saúde e Nutrição fez uma pesquisa nos EUA que mostrou que 52% da população daquele país estava tomando algum tipo de suplemento vitamínico.

Apesar disso, não existe um acordo entre médicos e cientistas se vitaminas ou minerais na forma de suplementos, individuais ou em combinação, devem ser tomados para prevenir ou tratar doenças cardiovasculares.

As diretrizes dietéticas recomendam três dietas para reduzir o risco de doenças cardiovasculares: uma dieta saudável com baixo teor de gordura saturada, gordura trans e carne vermelha, mas rica em frutas e vegetais; uma dieta mediterrânea; e uma dieta vegetariana.

Nesta revisão, os pesquisadores analisaram 179 ensaios clínicos randomizados sobre o uso de suplementos vitamínicos e minerais publicados de janeiro de 2012 a outubro de 2017 para determinar se existiria de fato um benefício em tomá-los.

Não faz bem ou faz mal

A equipe descobriu que os dados sobre os quatro suplementos mais utilizados – multivitamínicos, vitamina D, cálcio e vitamina C – não mostraram benefícios consistentes para a prevenção de doenças cardiovasculares, infarto do miocárdio ou acidente vascular cerebral, nem houve benefício para a mortalidade por todas as causas.

Apenas o ácido fólico isoladamente, e as vitaminas do complexo B, nas quais o ácido fólico é um componente, mostraram uma redução nos casos de derrame.

Curiosamente, a niacina (vitamina B3) e os antioxidantes mostraram-se associados não a benefícios, mas a um maior risco de mortalidade por todas as causas. Estudos recentes mostraram que os antioxidantes podem fazer mal ao sistema cardiovascular e, de forma mais genérica, que os antioxidantes não têm poderes mágicos e podem fazer mal.

Os resultados confirmam a mais recente recomendação da Força-tarefa de Serviços Preventivos dos EUA que, em 2014, afirmou que “as evidências atuais são insuficientes para avaliar o equilíbrio de benefícios e danos dos suplementos nutricionais únicos ou compostos para a prevenção de doenças cardiovasculares e câncer”.

A lição a se levar para casa, portanto, é: Alimente-se bem, pois não há outro meio eficaz de obter as vitaminas de que seu corpo precisa.

Dentalis software – a escolha certa em software para odontologia

Posted by Victor in Estudos, 0 comments