dietas açucaradas

Dietas açucaradas e o impacto sobre a saúde periodontal

dietas açucaradas

O estudo de dados clínicos acumulados ao longo de 50 anos de dietas açucaradas e o impacto sobre a saúde periodontal. Esse é o tema sobre o qual se debruçaram pesquisadores do departamento de odontologia da Universidade de Aarhus, na Dinamarca.

Dietas açucaradas – o estudo

O estudo revela que o consumo em excesso de carboidratos pode levar a uma hiperglicemia. Por consequência, pode assim contribuir para a inflamação do tecido periodontal.
Até hoje se acreditava que as bactérias seriam as principais responsáveis pela gengivite. Esse estudo revelou, no entanto, que dietas açucaradas têm um papel fundamental no desenvolvimento da doença periodontal.

No decorrer da pesquisa eliminou-se os açúcares refinados. Consumindo alimentos de uma dieta, composta basicamente por proteínas e gorduras, observou-se uma redução da gravidade da inflamação das gengivas. Isso num período de quatro semanas e sem higiene bucal.
Observou-se também que diabéticos do tipo 1 tendem a desenvolver resposta inflamatória mais precoce e mais elevada que os não diabéticos, uma vez expostos a bactérias.
Existem assim fortes indicativos de que a hiperglicemia esteja relacionada à doença periodontal.
Porém, não se tem ainda bem claro o mecanismo que possa explicar esse dado observacional.

Doenças periodontais – causas diversas

Doenças periodontais são ocasionadas por múltiplos fatores. O estudo em questão traz evidencias de que dietas açucaradas são uma importante causa.
Sendo assim, a odontologia poderá passar a recomendar dietas com pouco carboidrato num futuro próximo.
Até hoje os dentistas vêm orientando seus pacientes apenas a melhorar a higiene bucal no tratamento de doenças periodontais.
Isso pode explicar porque nem todos os pacientes acabam respondendo adequadamente ao tratamento.

Resumindo

No final das contas uma dieta com pouco carboidrato pode trazer benefício não apenas para os dentes.
Doenças como diabetes, cardiovasculares e obesidade seriam também positivamente beneficiadas. Conheça aqui detalhes de uma dieta saudável para as gengivas.

Fonte: Journal of Oral Microbiology
Posted by Victor in Estudos, 0 comments