impressão 3D

Impressão 3D: irá revolucionar a Odontologia

Até ao ano de 2027, o mercado de impressão 3D na Odontologia deverá valer cerca de 9,5 bilhões de dólares. A previsão é de um estudo da empresa SmarTech Publishing, que acredita que este mercado irá explodir nos próximos anos.

O segmento da indústria voltada para a Odontologia cresceu cerca de 35%, pelo segundo ano consecutivo, em 2017, um indicador que mostra o potencial do setor, especialmente no que aspecto tecnológico, que tem tem sido responsável por esse crescimento ano após ano.

De acordo com o estudo, o crescimento de 35 pontos percentuais alcançado no ano passado deve-se, sobretudo à ceitação e adoção de tecnologias 3D no mercado odontológico, com cada vez mais dentistas,protéticos e laboratórios a recorrendo à impressão 3D para fabricar as suas soluções de forma mais rápida e eficaz.

Impressão sob medida

Além disso, o estudo destaca ainda que, graças à aceitação por parte dos dentistas, a impressão 3D vem se posicionando e tende a se tornar em um dos principais processos digitais da indústria fornecedora de equipamentos dentários, com destaque pela sua flexibilidade de produção e outro, pela sua precisão.

Grandes mudanças a caminho

Assim, as previsões da SmarTech Publishing indicam que, nos próximos dez anos as tecnologias 3D baseadas em metal e resina irão vir a ser o método de produção principal para todas as restaurações dentárias. Além disso, é esperada que a fabricação de metal desempenhe um papel importante no desenvolvimento deste mercado, especialmente no que diz respeito à produção de implantes metálicos. É que de acordo com o estudo, em 2024, a impressão 3D de metal passará a ser utilizada para produzir implantes dentários e deverá valer cerca de 1 bilhão de dólares.

Dentalis: sempre trazendo as melhores novidades em inovação, software e qualidade

Posted by Victor in Dicas, Estudos, 0 comments

Vem aí: Tecido ósseo e gengival desenvolvido partir de impressão 3D biocompatível

gengivas e dentesUm grupo de pesquisadores australianos está desenvolvendo uma tecnologia de impressão 3D biocompatível que permitirá o desenvolvimento de tecido ósseo e gengival à medida do paciente e que possa vir a ser implantado na mandíbula. De acordo com os cientistas, a solução que está sendo desenvolvida será menos dolorosa para os pacientes implantados e terá uma taxa de rejeição inferior aquela das soluções atualmente disponíveis.

A solução, que está sendo estudada na Griffith University, pretende possibilitar crescimento do tecido ósseo e gengival a partir das células do próprio paciente. Assim, através da imagem do maxilar a ser tratado, esta tecnologia de impressão permitirá desenvolver estruturas de apoio, como osso, ligamentos periodontais e inclusive dentes, tudo através de um único processo.

Os benefícios da nova tecnologia

De acordo com os responsáveis pelo estudo, esta nova tecnologia representará uma significativa melhora em relação aos processos existentes atualmente e que implicam a remoção de tecido ósseo ou gengival.

Além disso, a tecnologia possibilitará a impressão do tecido necessário com a necessidade de apenas alguns raio-X, o que permitirá aos pacientes tratados e aos dentistas economizar algum tempo ao longo dos tratamentos. 
A tecnologia está momentaneamente sendo testada e deverá chegar ao mercado nos próximos dois anos.
Posted by Victor in Estudos, 0 comments