razões

Por que sinto um gosto metálico na boca?

Por que sinto um gosto metálico na boca?

gosto metálico na boca

Está sentindo gosto metálico na boca e está preocupado(a)?
Vamos aqui procurar esclarecer as suas dúvidas.

O gosto é uma combinação de várias sensações que informam ao cérebro como é o sabor de alguma coisa.

O sabor é resultado da ação de milhares de papilas gustativas, o cheiro, a textura e a temperatura.
Alguém com o nariz entupido pode não ser capaz de desfrutar de sua refeição favorita.
Isso porque uma parte importante na criação desse sabor é prejudicada.

Com as informações que a língua envia ao cérebro, o cérebro classifica o gosto em cinco categorias básicas: doce, azedo, salgado, amargo e salgado. É um erro comum que as papilas gustativas apenas registrem certos gostos em certas regiões da língua.

Gosto metálico na boca

Existem muitos fatores envolvidos no paladar.
Os distúrbios do paladar podem resultar de várias condições diferentes ou desequilíbrios corporais.

O gosto metálico na boca, ou disgeusia, pode ocorrer quando o corpo responde a uma substância estranha. Também pode ser um sinal de alerta de outros problemas de saúde.

Gosto metálico na boca – Causas

Há várias coisas comuns que podem causar um sabor metálico. Alguns podem ser mais graves que outros. Porém, a maioria pode ser resolvida facilmente ou desaparecerá por conta própria.

O gosto metálico em alguém que é saudável não costuma ser motivo de alarme.

Aqui está uma lista de causas comuns por trás do sabor metálico

Saúde bucal precária

Quem não escova ou usa fio dental regularmente pode experimentar um sabor metálico na boca devido a gengivite, periodontite ou infecção dentária.

Esses problemas podem fazer com que as pessoas sangrem após escovar ou usar fio dental. Por consequência algumas vezes pode resultar em sabor metálico.

Esses problemas também podem causar infecções mais graves nos dentes e gengivas.

Condições como gengivite, periodontite e infecção de natureza dentária requerem assistência de um dentista.

Uma boa higiene dental, visitas regulares ao dentista para limpezas dentárias irão prevenir o aparecimento desses problemas.

A cirurgia de remoção de dentes do siso também pode provocar o aparecimento de um sabor metálico na boca.

Problemas de sinusite

Os sentidos do olfato e do paladar estão tão intimamente ligados. Uma sinusite pode prejudicar a capacidade de sentir gosto e provocar um sabor metálico.
Um nariz entupido é um sinal de um problema de sinusite.
Uma vez que a sinusite tenha sido curada, o sabor metálico deve desaparecer.

São problemas comuns e geralmente incluem:

Resfriado comum;

Infecção do sínus;

Alergias;

Pólipos nasais;

Outras infecções respiratórias superiores;

Cirurgia recente do ouvido médio.

Gosto metálico provocado por medicamentos

Às vezes, os medicamentos prescritos podem causar um sabor residual à medida que o corpo os absorve.

O sabor metálico também pode surgir quando o indivíduo sente a boca seca como efeito colateral da medicação.

Exemplos de medicamentos podem causam um sabor metálico na boca:

Antibióticos;

Antidepressivos;

Anti-hipertensivos;

Medicamentos para tratamento do glaucoma;

Antifúngicos;

Esteroides;

Adesivos de nicotina;

Diuréticos;

Anti-histamínicos;

Medicamentos para tratamento de osteoporose.

Tratamentos para o câncer

As alterações no paladar são um efeito colateral comum das terapias contra o câncer. Tratamentos esses como quimioterapia e radiação na cabeça e no pescoço.

Esses tratamentos podem causar danos ao paladar e às glândulas salivares, às vezes resultando em um sabor metálico.

Essa mudança é temporária e um senso normal de paladar deve retornar progressivamente.

Vitaminas

Vitaminas com metais pesados, como cobre, zinco ou cromo, podem ser a causa de um gosto metálico.

Vitaminas pré-natais, ferro ou suplementos de cálcio também podem resultar no mesmo problema.

O sabor deve desaparecer à medida que o corpo absorve as vitaminas. Porém, é melhor verificar a dosagem para garantir que a quantidade acima do máximo recomendável.

Gravidez

Algumas mulheres relatam uma mudança no paladar e no olfato no começo da gravidez.
Isto acontece devido a alterações hormonais que ocorrem no corpo.

Juntamente com um sabor metálico, uma mudança nos desejos ou aversão a certos alimentos também é comum para mulheres grávidas.
Nesse caso, o sabor metálico tende a desaparecer com o tempo.

Demência

Indivíduos com demência podem sofrer alterações no paladar, como da presença de paladar metálico. Como as papilas gustativas enviam sinais ao cérebro, podem ocorrer alterações no paladar se parte do cérebro não estiver funcionando adequadamente.

Síndrome de Guillain Barré

Um sabor metálico na boca também pode ser um sintoma da Síndrome de Guillain-Barré.

Essa é uma doença autoimune que afeta o sistema nervoso periférico.

Uma revisão de 2003 – afirmou que isso pode ocorrer devido à disfunção de pequenas fibras nervosas.

Outras alergias

Algumas alergias causam problemas de sinusite, que podem causar um gosto metálico na boca. No entanto, existem outros alérgenos que causam gosto metálico.
Pólen de árvore, nozes e mariscos estão entre estes.

Qualquer pessoa que não tenha conhecimento de qualquer alergia alimentar, mas tenha comido ou tenha sido exposta a esses alimentos e tenha um sabor metálico, deve informar seu médico.

Insuficiência renal

A insuficiência renal é uma das causas mais graves do gosto metálico na boca. Um gosto metálico também é bastante comum em pessoas com diabetes. Essa condição também pode levar à insuficiência renal.

Cerca de 30% dos pacientes com diabetes tipo 1 e 10 a 40% dos pacientes com diabetes tipo 2 acabam tendo insuficiência renal, de acordo com a National Kidney Foundation.

O acúmulo de resíduos nos rins pode resultar em mau hálito ou perda de apetite. Essa condição pode ser causadora um sabor metálico.

Diagnóstico

O diagnóstico pode envolver profissionais como dentista e um médico otorrinolaringologista. A otorrinolaringologia é uma especialidade médica em doenças do ouvido, nariz e garganta.

Passos para o diagnóstico:

Exame odontológico;

Exame físico de ouvidos, nariz e garganta;

Revisão do histórico de saúde do paciente;

Teste de sabor para diagnosticar distúrbios do paladar.

Se o especialista achar que o sabor metálico é o resultado de um problema que afeta os nervos da boca ou da cabeça, ele pode solicitar um raio-X. Se for um problema sinusal, outros exames de imagem podem ser solicitados. Conheça aqui alimentos que podem influenciar o seu hálito e paladar.

Fonte: https://www.medicalnewstoday.com/articles/313744

Fontes: Cleveland Clinic, National Kidney Foundation, JAMA, National Institute of Aging

 

Posted by Victor in Dicas, 0 comments

Atletas podem ter má saúde bucal

saúde bucal dos atletas de elite

Eles escovam os dentes frequentemente. No entanto, a saúde bucal de atletas pode não ser boa. Isso quando comparados ao restante da população.
É o que foi constatado em um trabalho recente publicado pela London’s Global University.

O mau uso do computador, também já foi noticiado aqui no blog Dentalis como um elemento que pode prejudicar muito a saúde bucal.

Os pesquisadores do UCL Eastman Dental Institute analisaram 352 atletas olímpicos e profissionais. Isso em 11 modalidades: ciclismo, natação, rugby, futebol, remo, hóquei, vela e atletismo.
Foram realizados check-ups dentais para atletas masculinos e femininos que verificavam cáries, saúde das gengivas e erosão ácida.

Os atletas também foram questionados sobre o que eles faziam para manter a boca, dentes e gengivas saudáveis.

Análises odontológicas

As análises odontológicas revelaram que de fato a saúde bucal de atletas de elite não é nada boa. Como aliás já relatado em um artigo de 2018.
Constatou-se que (49,1%) apresentavam cárie dentária não tratada.
A grande maioria mostrou sinais precoces de inflamação gengival. Quase um terço (32%) relatou que sua saúde bucal teve um impacto negativo em seu treinamento e desempenho.

Apesar do cuidado que têm com os dentes, atletas de elite têm problemas. Neste novo estudo 94% relataram escovar os dentes pelo menos duas vezes por dia. 44% relataram limpeza regular entre os dentes (uso do fio dental). São números bem superiores se comparados à população em geral. Ou seja: 75% para escovação duas vezes ao dia e 21% para uso do fio dental.

saúde bucal dos atletas de elite

Descobertas sobre a saúde bucal dos atletas de elite

A pesquisa evidenciou que os atletas usam regularmente bebidas esportivas (87%). Também barras energéticas (59%). E também géis energéticos (70%). Todos com capacidade de causar danos aos dentes.

Os atletas pesquisados mantém bons hábitos relacionados à saúde bucal. Escovam os dentes duas vezes por dia. Também visitam o dentista regularmente. Não fumam e têm uma dieta geral saudável.

No entanto, fazem uso de bebidas esportivas, géis e barras energéticas frequentemente durante o treinamento e a competição.
O açúcar nesses produtos aumenta o risco de cáries. A acidez deles aumenta o risco de erosão.
Isso pode estar contribuindo para os altos níveis de cáries e erosão dentária.

O estudo baseia-se em pesquisas realizadas pelo Centro desde as Olimpíadas de Londres 2012.
Resultados anteriores sugeriram que atletas de elite também podem enfrentar um risco elevado de doença bucal por causa da boca seca (xerostomia) durante o treinamento intensivo.

Disposição em melhorar a higiene dental

Os atletas pesquisados consideraram adotar hábitos de higiene bucal ainda melhores para resolver essa questão. Um estudo de intervenção já foi iniciado.

Os atletas demonstraram disposição em realizar mudanças de comportamento. Como por exemplo, o uso adicional de flúor no enxaguatório bucal. Também visitas ao dentista ainda mais frequentes. E redução na ingestão de bebidas esportivas, para melhorar a saúde bucal.

Estudo de intervenção

Posteriormente, com a participação de alguns atletas deu-se início a um estudo de intervenção. Isso como base na teoria moderna de mudança de comportamento.

O estudo de intervenção está em curso e em breve os resultados serão tornados públicos. Aí então saberemos o quanto as intervenções promovidas poderão melhorar a saúde bucal de atletas. Especialmente daqueles que encaram a prática esportiva de uma forma muito séria.

Fonte: UCL
Posted by Victor in Estudos, 0 comments