Tudo sobre: Infecção no dente do siso

infecção no dente do sizo

Dentes do siso são também chamados de terceiros molares.
Eles podem erupcionar (nascer) no final da adolescência, no início dos 20 anos ou às vezes até mais tarde.

A boca de uma pessoa geralmente não costuma ser grande o suficiente para acomodar os quatro dentes do siso.

Como resultado, os dentes do siso frequentemente surgem em ângulos. Isso faz com que acabem empurrando os dentes vizinhos ou emergindo apenas parcialmente acima da linha da gengiva.

Cada um desses problemas aumenta o risco do aparecimento de uma infecção no dente do siso.

Abaixo, examinamos as causas e os sintomas de uma infecção no dente do siso. Também descrevemos alguns tratamentos e abordagens de como se pode lidar com o problema.

Sintomas – Infecção no dente do siso

Estes são os sintomas mais comuns relacionados à infecção no dente do siso:

  • Dor manifesta ao redor ou no interior do dente;
  • Dor na mandíbula ou no lado do rosto;
  • Inchaço ou vermelhidão das gengivas ao redor do dente;
  • Mau hálito;
  • Dificuldade em mastigar;
  • Dificuldade em abrir a boca;
  • Glândulas linfáticas inchadas;
  • Tendo havido a remoção do dente afetado, presença de secreção amarela ou branca no local da extração.

Causas

A seguir seguem relacionadas algumas causas possíveis de uma infecção no dente do siso:

Impactação do dente do siso

Um dente do siso pode emergir apenas parcialmente acima da linha da gengiva ou em ângulo. Na odontologia isso é definido como impactação.

A impactação pode ocorrer se não houver espaço suficiente na boca para o dente emergir completamente, em uma situação chamada superlotação.

Os restos de comida e a placa podem se acumular em torno de um dente do siso parcialmente erupcionado. Isso o torna suscetível à infecção.

O termo médico para infecção e inflamação em torno de um dente do siso impactado é pericoronite. De acordo com uma revisão de 2016, a pericoronite afeta cerca de 81% das pessoas entre 20 e 29 anos.

Cáries

Uma cárie em um dente do siso pode ser a causadora da infecção.

Como os dentes do siso ficam na parte de trás da boca, podem ser mais difíceis de limpar do que os outros dentes. Usar fio dental em volta dos dentes do siso pode ser particularmente difícil.

Como resultado, esses dentes são especialmente suscetíveis a cáries.

Extração do dente do siso

A extração do dente do siso diz respeito a sua remoção. É um procedimento comum para tratar ou prevenir problemas relacionados aos dentes do siso.

Uma infecção pode acabar se desenvolvendo no local da extração. Um estudo retrospectivo de 2014 constatou, por exemplo, que 8,4% das pessoas que extraíram os dentes do siso sofreram pequenas complicações.

Complicações como as seguintes:

  • Infecção;
  • Sangramento após a cirurgia;
  • Lesão temporária do nervo;
  • Alvéolo seco: ocorre quando o coágulo sanguíneo se desfaz ou se desloca e os ossos e nervos ficam expostos.

Outras causas relacionadas a dor nos dentes ou gengivas

Dor nos dentes ou gengivas pode não indicar uma infecção no dente do siso.
Pode ser um sintoma outro, como de:

  • Gengivite ou periodontite;
  • Recessão gengival: é quando o tecido da gengiva se retrai em relação ao dente. Deixando assim parte raiz dentária exposta;
  • Técnicas erradas de escovação ou uso do fio dental;
  • Cárie;
  • Esmalte dental desgastado;
  • Ranger de dentes ou bruxismo;
  • Dentes quebrados;
  • Obturações dentárias desgastadas;
  • Problemas de relacionados à sinusite.

Uma vez o indivíduo tendo manifestado dor nos dentes ou gengivas por mais de um dia deve marcar consulta com um dentista para um diagnóstico e avaliação clínica.

Complicações

Às vezes, uma infecção no dente do siso leva a outros problemas de saúde.
Abaixo, descrevemos algumas dessas complicações.

Cistos

Um cisto dentário é uma bolsa de líquido que se forma próximo a um dente. O cisto pode ser resultado de uma infecção ou impactação do dente do siso.

Com o tempo, os cistos podem afetar as raízes dos dentes próximos e até danificar ou enfraquecer o maxilar.

Infecções graves ou recorrentes

Uma infecção grave do dente do siso pode se espalhar por toda a boca, mandíbula e trato respiratório superior.

Em casos raros, a infecção migra para a corrente sanguínea. Esta é uma condição grave de saúde conhecida como sepse.

A sepse é desencadeada por uma resposta inflamatória sistêmica acentuada diante de uma infecção, na maior parte das vezes causada por bactérias.

Muitos dentistas removem os dentes do siso ao primeiro sinal de problemas para evitar o risco de infecções graves ou recorrentes.

Tratamento

O melhor tratamento para uma infecção no dente do siso irá depender da causa e gravidade da infecção.

O tratamento normalmente envolve o seguinte:

  • Limpeza completa do dente do siso afetado e das gengivas e dentes circundantes;
  • Uso de enxaguatório bucal antisséptico;
  • Prescrição de antibióticos para tratar a causa da infecção.

Os métodos acima ajudarão a controlar a infecção, mas é provável que o dente do siso ainda precise ser extraído. Tais medidas ajudarão a evitar novas infecções e danos aos tecidos circundantes.

O que fazer antes de ir ao dentista

Uma pequena infecção no dente do siso pode desaparecer sozinha em pouco tempo.

A aplicação de qualquer medicamento para alívio da dor no dente ou próximo a ele pode causar danos. Por essa razão é melhor evitar isso.
No máximo recomenda-se para alívio do desconforto um enxaguatório bucal antibacteriano e um analgésico de venda livre.
O enxaguatório tem a função de ajudar a manter a infecção e a inflamação associada sob controle.

É importante limpar a área afetada cuidadosamente com uma escova de dentes para remover resíduos alimentares e elementos constituintes da placa bacteriana.

Uma solução caseira para limpeza da boca pode ser preparada com muita facilidade. Para fazer uma solução de água salgada, basta misturar 1 colher de chá de sal em 1 xícara de água morna. Tome um gole da solução, agite-o pela boca e cuspa. Fazer isso várias vezes ao dia, especialmente depois das refeições. Uma solução simples e que pode ajudar a manter limpa a área em torno do dente do siso.

Consulte um dentista

Se a dor a persistir por mais de 3 a 4 dias, ou se houver inchaço nas gengivas ao redor de um dente do siso, consulte um dentista. Isso porque muito provavelmente essa dor decorre de uma infecção.

O dentista trabalhará para identificar a causa do problema e irá prescrever o tratamento adequado.

Muitas pessoas demoram a buscar tratamento odontológico até que a dor se torne intensa ou desenvolvam inchaço significativo. Quando isso acontece, a situação se complica. E então, cuidados de emergência podem ser necessários.

A pericoronite, por exemplo, representa cerca de 6 a 9% das consultas odontológicas de emergência a cada ano.

Resumindo

Dentes do siso podem causar vários problemas. Pode não haver espaço suficiente para eles passarem. Isso por que podem erupcionar em ângulo ou nunca emergir completamente. Isso prepara o terreno para problemas futuros, como cáries e infecções.

Dor e inchaço são dois sintomas comuns de uma infecção no dente do siso. Se esses problemas persistirem por mais de alguns dias, consulte um dentista.

O dentista limpará o dente afetado e provavelmente prescreverá antibióticos para tratar a infecção. Eles também podem recomendar a extração do dente de forma a evitar outros problemas.

Siga a Dentalis no Instagram @DentalisSoftware,  no Face @Dentalis.Software e no twitter @Dentalisnet

Fonte: Cambridge University Hospitals, Europe PMC, University of Zurich, NCBI, BetterHealth Channel, Oral Health Foundation

Deixe uma resposta