Uso de antibióticos predispõe crianças a maior incidência de alergia alimentar

crainça recusando antibióticosJá se sabe que o uso desnecessário de antibióticos estimula a resistência bacteriana, processo em que esses micro-organismos tornam-se mais fortes e resistentes à ação desses fármacos.

E agora, pesquisadores da Universidade da Carolina do Sul, nos Estados Unidos, descobriram que a prática também pode ser responsável por alergias alimentares. De acordo com dados de 1.504 crianças, aquelas que tomaram antibiótico nos 12 primeiros meses de vida eram 21% mais propensas a desenvolver algum tipo de alergia.
A maior frequência de um determinado fármaco aumentava pra valer esse risco.
Usar uma mesma droga por três vezes elevava em 31% a probabilidade de desenvolver uma reação exacerbada a algum ingrediente da dieta.
Se o indivíduo utilizava o composto em quatro oportunidades, a taxa pulava para 43%.

Antibióticos mais empregados durante o estudo

Os antibióticos mais empregados durante o estudo foram aqueles do grupo das penicilinas, e também a cefalosporina e sulfonamida, que foram os campeões na promoção de alergias.

Por isso, os especialistas pedem maior cautela antes da prescrição de antimicrobianos a crianças. É sempre bom salientar que o uso excessivo de antibióticos pode trazer prejuízos ao sistema imunológico e às bactérias que compõe a flora intestinal, o conjunto de micro-organismos que mora no estômago e nos intestinos e que como sabemos desempenha um papel primordial no equilíbrio do corpo.

Dentalis Software – organização, eficiência e qualidade – tudo o que você quer para o seu consultório

Deixe uma resposta